Ir para o conteúdo principal

Infelizmente, não oferecemos suporte total ao seu navegador. Se for possível, atualize para uma versão mais recente ou use o Mozilla Firefox, o Microsoft Edge, o Google Chrome ou o Safari 14 ou mais recente. Se não conseguir e precisar de suporte, envie seu feedback.

Gostaríamos de receber seu feedback sobre essa nova experiência.Diga-nos sua opiniãoabre em uma nova guia/janela

Elsevier
Publique conosco

SciVal Topics

Os tópicos aprimoram os recursos do SciVal como uma ferramenta avançada de avaliação e análise e uma parte importante do planejamento estratégico de pesquisa.

SciVal Topics wheel

Conduza uma análise de portfólio para identificar em quais tópicos sua instituição está ativa no momento e quais tópicos têm grande impulso e, portanto, provavelmente serão bem financiados1 por meio da análise de cerca de 94.000 tópicos e 1.500 grupos de tópicos. Enriqueça o seu planejamento estratégico com visões gerais de tópicos de instituições, países ou pesquisadores semelhantes e obtenha informações sobre quais pesquisadores estão ativos em tópicos específicos, em quais tópicos seus colegas e concorrentes estão ativos e os tópicos relacionados aos quais você deve estar atento.

Um tópico é uma coleção de publicações com um interesse intelectual comum, com base em citações diretas, que representam campos de pesquisa globalmente. Os tópicos podem ser grandes ou pequenos, novos ou antigos, em crescimento ou em declínio. Com o tempo, novos tópicos surgirão e, como os tópicos representam campos de pesquisa, eles são dinâmicos e evoluirão. Uma publicação pode pertencer a apenas um Tópico e um Tópico pode pertencer a apenas um Agrupamento de Tópicos.

Assim como a natureza da pesquisa, muitos tópicos são multidisciplinares, e os tópicos mais antigos podem estar inativos, mas ainda existem. Além disso, os próprios pesquisadores são móveis e trabalham em muitas áreas de pesquisa, contribuindo assim para muitos tópicos. As publicações do Scopus de 1996 até o presente são agrupadas nos Tópicos e nos Grupos de Tópicos usando a análise de citação direta (em oposição à análise de cocitação).

Como posso usar os Tópicos?

Líderes universitários, Diretores Sênior de Pesquisa, Decanos e chefes de departamento podem enriquecer o planejamento estratégico de pesquisa com visões gerais do portfólio de suas próprias instituições e de instituições semelhantes para identificar os pontos fortes da pesquisa e apoiar decisões estratégicas de parceria.

As equipes de Serviços de Pesquisa e as bibliotecas podem enriquecer os relatórios de nível gerencial, facilitar e aprimorar os esforços de colaboração e apoiar propostas de financiamento direcionadas por meio da facilitação de workshops e do fornecimento de insights sobre as principais instituições e pesquisadores nos Tópicos e campos de interesse de pesquisa.

Os professores e pesquisadores podem identificar especialistas e possíveis colaboradores intersetoriais em tópicos específicos para fortalecer suas equipes de projeto e propostas de financiamento, além de identificar tópicos que provavelmente serão bem financiados - eles também podem descobrir novas publicações para ler nas principais áreas de interesse.

Os governos e as agências de financiamento podem traçar o perfil das atividades de pesquisa de seus países e identificar as principais instituições e pesquisadores que trabalham em tópicos de interesse ou foco.

As equipes corporativas de pesquisa e desenvolvimento podem identificar possíveis parceiros tecnológicos estratégicos, localizar os principais conhecimentos acadêmicos em campos estratégicos ou de nicho e traçar o perfil dos tópicos em que os concorrentes estão ativos

Cover of case study: Arizona State University

Estudo de caso: Universidade Estadual do Arizona identifica e conecta experiência com SciVal

Leia o Estudo de Caso abre em uma nova guia/janela
Círculo de temas da SciVal - Athena University - Temas e conjuntos de temas

O Círculo de temas e as Visualizações de tabela fornecem visões gerais de temas para os quais uma entidade de interesse está contribuindo e também mostra maneiras claras de analisar temas com mais detalhes em outros módulos.

Metodologia - como são criados os tópicos e os grupos de tópicos (topic clusters)?

Consideramos toda a rede de citações — mais de 1 bilhão de links de citações entre mais de 55 milhões de publicações indexadas no Scopus de 1996 em diante e mais de 20 milhões de documentos não indexados que tenham sido citados pelo menos duas vezes — e dividimos essa rede em aproximadamente 96.000 tópicos.

Um tópico é criado onde os vínculos de citação direta dentro do tópico são fortes e os vínculos de citação direta fora do tópico são fracos. Somente publicações indexadas são incluídas nos tópicos.

As fronteiras entre conjuntos (Temas) são identificadas observando-se onde os vínculos de citação são fracos. Nesses pontos fracos, os conjuntos são divididos em Temas diferentes.

Diagrama - pontos Kevin 2

Os grupos de tópicos (topic clusters) são formados usando o mesmo algoritmo de citação direta que cria os tópicos. Quando a força dos links de citação entre os tópicos atinge um limite, um grupo de tópicos é formado. Um grupo de tópicos é uma agregação de tópicos com interesses de pesquisa semelhantes em áreas de pesquisa mais amplas e de nível superior. Esses grupos de tópicos podem ser usados para obter uma compreensão mais ampla da pesquisa que está sendo feita por um país, instituição (ou grupo) ou pesquisador (ou grupo), antes de se aprofundar nos tópicos subjacentes mais específicos ou de nicho.

Cada um dos 96.000 tópicos corresponde a um dos 1.500 grupos de tópicos. Assim como nos Tópicos, um pesquisador ou uma instituição pode contribuir para vários grupos de tópicos, mas um tópico somente pode pertencer a um grupo de tópicos e uma publicação pode pertencer a apenas um tópico (e, portanto, a um grupo de tópicos).

O que é proeminência?

A proeminência é um indicador do avanço/movimento ou visibilidade de um determinado tópico. Proeminência não significa "importância". O cálculo da proeminência de um tópico combina três métricas para indicar o avanço do tópico:

  1. Número de citações no ano n para artigos publicados em n e n-1

  2. Visualizações do Scopus no ano n para artigos publicados em n e n-1

  3. Média CiteScore para o ano n

Proeminência não significa "importância".

Devido à natureza de certos campos de pesquisa, há tópicos que nunca se tornarão "proeminentes". Entretanto, isso não significa que o tópico não seja importante.

Como a proeminência se relaciona com o financiamento?

Há uma correlação entre a proeminência (impulso) de um determinado tópico e a quantidade de financiamento por autor dentro desse tópico (1abre em uma nova guia/janela). Em média, quanto maior o impulso, mais dinheiro por autor estará disponível para pesquisas sobre aquele tópico.

A SciTech Strategies identificou uma correlação entre a proeminência de um tópico e o montante de financiamento por autor dentro de um tópico, atribuindo 314.000 concessões no valor de US$ 203 bilhões do banco de dados STAR METRICS, um grande banco de dados de financiamento em nível de projeto que representa 24% do financiamento federal dos EUA, a todos os 96.000 tópicos por meio de similaridade textual. Os dados dos auxílios à pesquisa foram divididos em dois períodos de tempo para cada tópico e a correlação foi analisada. O modelo também mostrou que a correlação entre a proeminência e o financiamento futuro é de 0,616, portanto a proeminência é responsável por 38% (ou 0,6162) da variação do auxílio à pesquisa futuro.

1Análise do portfólio de pesquisa e proeminência do tópicoabre em uma nova guia/janela Richard Klavans e Kevin W. Boyack

Informações adicionais

Para obter mais informações sobre a relevância de tema em ciência consulte os seguintes artigos e documentos: