Vida na Elsevier:
Alicia So-So

localOxford (Kidlington), Inglaterra

"Trabalho em um empresa global que dá oportunidade para as pessoas viajarem, ver lugares diferentes…"

Fotografia Alicia So-So

O que você faz na Elsevier?

Sou coordenadora de exposições e ocupo esse cargo há quase 6 anos; meu departamento é responsável por gerenciar a presença da Elsevier em mais de 500 exposições por ano em todo o mundo. Isso pode envolver a organização de estandes de sociedades, entrega de revistas, trabalho com o departamento de marketing para produzir materiais para exposições, planejamento e coordenação das atividades de todas as unidades da empresa e de grupos que representem a empresa, tudo em um único lugar. No ano passado, coordenamos 540 exposições, mas elas são divididas entre os membros das nossas equipes e atualmente estou coordenando 52.

O que a Elsevier representa e por que a empresa é importante para você?

É bom saber que a Elsevier representa mudança e avanço, que ajuda a melhorar o desempenho de profissionais da área da saúde e tenologia para que eles prestem melhores serviços, tomem decisões e façam descobertas inovadoras. É bom saber que você trabalha para uma empresa que promove mudanças e tem o objetivo de fazer a diferença.

Qual é a sua lembrança preferida na Elsevier?

Uma grande parte do que fazemos é feito com o uso do computador, e no passado, trabalhei com uma equipe de onze pessoas que, na verdade, eu nunca tinha encontrado pessoalmente. No ano passado, eu fui para o escritório de Amsterdã e encontrei a minha equipe pessoalmente, depois de 4 anos de ligações telefônicas e reuniões pelo WebEx. Foi muito diferente encontrá-los depois de anos trabalhando juntos remotamente.

Você tem alguma conquista pessoal em particular da qual tenha orgulho?

"Tenho orgulho de trabalhar como voluntária da organização beneficente mundial para mulheres com câncer". Eu me ofereci com voluntária para workshops de autocuidado da pele e maquiagem, já que sou esteticista e maquiadora. A Elsevier também apoia atividades beneficentes; o RE cares oferece dois dias remunerados para que os funcionários apoiem projetos beneficentes em suas comunidades. Eu usei esses dias para os workshops beneficentes que apoio/trabalho como voluntária. Cento e trinta e oito mil pacientes participam dos workshops de duas horas e cada uma delas recebe um pacote com produtos de mais de 50 marcas e uma sacola com produtos para recriar os looks em casa. Ajudamos essas mulheres a se reinventarem e se sentirem rejuvenescidas após tratamentos intensos, como quimioterapia.

Por que você decidiu trabalhar na Elsevier, o que a atraiu para a empresa?

Eu realmente gosto dos valores da empresa, de trabalhar para a mudança e para o avanço médico e científico. Mas também gosto de trabalhar em uma empresa global que dá oportunidade para as pessoas viajarem, ver lugares diferentes, conhecer pessoas e ter experiências com várias culturas.

Você tem alguma frase ou filosofia que usa para sua vida?

Sim, eu tenho uma filosofia de vida. Para mim, as pessoas de sucesso são aquelas que vivem bem, riem muito e amam bastante. Não é uma filosofia ligada ao trabalho, mas se aplica à vida diária.

Como trabalhar na Elsevier ajudou você a atingir o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal?

Foi muito importante para mim porque a minha vida mudou muito recentemente quando me tornei mãe. Sou mãe em tempo integral e o fato da Elsevier oferecer horários flexíveis permitiu que eu continuasse exercendo esse papel. Entrar mais cedo ou sair mais tarde, e até mesmo trabalhar de casa, permite que os funcionários encontrem uma forma adequada de executar suas tarefas. Isso é fundamental para a minha felicidade e para o sucesso de poder exercer a minha função.

Mais pessoas

Fotografia de Wael Mansour

Wael Mansour

localDubai, Emirados Árabes Unidos

Foto de Yoshiko Kakita

Yoshiko Kakita

localTóquio

Foto de Fernanda Gusmão

Fernanda Gusmão

localRio de Janeiro, Brasil