Otimize seu tempo ao ministrar e planejar aulas

Planejar aulas vem se tornando mais um grande desafio para os docentes.

elsevier-post-blog-otimize-seu-tempo.jpg

Planejar aulas vem se tornando mais um grande desafio para os docentes. Com uma gama infinita de conhecimento, é preciso saber o que se enquadra nas novas diretrizes de um mercado cada vez mais atualizado e competitivo.

Por isso, é preciso agregar informações relevantes para o desenvolvimento dos alunos, de acordo com os objetivos de cada profissão. Ter que ministrar aulas em diversas instituições de ensino faz com que o tempo dos professores se torne cada vez mais escasso.

A falta de otimização no planejamento das aulas, ou até mesmo durante as mesmas, pode fazer com que o conteúdo programático não seja dado por completo.

Não há necessidade de que estejam sob constante pressão. É preciso certa flexibilidade para a inserção de exemplos práticos, análises de caso ou outras ferramentas que ajudarão no entendimento da matéria.

Os docentes, além de precisarem preparar aulas fora do ambiente de trabalho, o que demanda muitas horas, também precisam criar métodos que atraiam a atenção dos alunos em sala.

Se analisarmos o tempo gasto, dependendo do curso e das características dos alunos, o professor pode perder cerca de 30% da aula apenas com organização.

Administrando o tempo ao ministrar e planejar aulas

É preciso planejar previamente como o tempo será gasto dentro e fora da sala de aula.

Longas jornadas acadêmicas, depois de várias aulas em diferentes instituições de ensino, levam o professor a chegar em casa e não se dedicar à um período de descanso ou lazer.

Essa dedicação quase integral do tempo pode causar danos à vida pessoal e até mesmo à profissional. É preciso separar um único dia durante a semana para que o trabalho seja feito até tarde, planejando o tempo e sendo fiel ao que for imposto como limite.

Através de uma análise minuciosa do material que será dado na próxima aula, é possível garantir uma continuidade de conteúdo, fluindo mais facilmente.

Ao contrário de conteúdos acumulados, que poderão virar uma bola de neve em meio ao emaranhado de datas de avaliações e trabalhos a serem entregues.

Tempo x objetivos de aula

Nos dias atuais, todo professor sabe como é difícil captar a atenção dos alunos, seja por conversas paralelas ou o atrativo smartphone.

Porém, ao utilizar métodos atualizados e atrativos, essa conquista poderá se tornar um pouco mais fácil.

Devido a esse fato, deve-se ter em mente todo o conteúdo dado durante a aula, bem como os diferentes rumos que podem ser tomados quando algum questionamento é levantado.

Muitas vezes os alunos só possuem aulas de determinada matéria uma vez por semana, faça com que contenham início, meio e fim. Existem muitos dias de intervalo para um assunto que precisa de uma continuação específica.

Alunos que já possuem uma vida profissional e a consciência bem formada, necessitam de estímulos além de PowerPoints que ocupam todo o espaço da aula.

Metodologias que se apegam somente à textos não favorecem a aprendizagem, transformando o processo em algo desestimulante e repetitivo.

É necessário levar à eles exemplos práticos, desafios e soluções de problemas que poderão ser incorporados ao dia a dia acadêmico e profissional.

Além disso, quando alunos participam de algum tipo de construção de pensamentos, são capazes de obter maior estímulo. É preciso que todos sejam participativos e ativos, eles deixaram de ser apenas receptores de mensagens.

Separe uma parcela da aula para que essas participações não atrasem o conteúdo planejado. Esse tempo precisa estar embutido no que foi analisado.

O planejamento de conteúdo, para que o tempo dedicado ao ensino seja aproveitado da melhor forma, precisa ser flexível de acordo com as necessidades da turma em questão.

Identifique o perfil dos seus alunos e transforme o relógio em um aliado do seu conhecimento.

O que vimos neste post:

  • Planejar aulas antecipadamente influencia na sua aplicação;
  • O tempo pode ser um aliado do seu conteúdo;
  • Os objetivos precisam estar de acordo com o tempo a ser gasto;
  • Flexibilidade do tempo para participação dos alunos.