Tratamento buco-maxilo-facial: quando os exames radiográficos são necessários?

Tratamento-buco-maxilo-facial-quando-os-exames-radiograficos-sao-necessarios.jpg

Atualmente as pessoas estão se preocupando cada vez mais com a saúde dental e a aparência do sorriso. Para alcançar tais melhorias os esforços não são poupados, indo de tratamentos mais superficiais como colocação de aparelho ou clareamento dental, à intervenções mais invasivas como procedimentos ortodônticos para correção de face, que envolvem cirurgias buco-maxilo-faciais. Para o segundo caso, é necessário que o dentista faça imagens radiográficas, e só assim, combinando essas informações com seus achados no exame clínico ele poderá elaborar um diagnóstico para o paciente.

Se o uso de raio-X for realmente necessário para a realização do tratamento dentário, o profissional deverá informar ao paciente os benefícios e possíveis riscos envolvidos nessa exposição, e também como minimizar os efeitos adversos. Tais informações, que ajudam o dentista a tomar a decisão de usar ou não a radiação para realizar um diagnóstico, estão presentes no livro Radiologia Oral 7ª edição, publicado pela Editora Elsevier. A obra busca auxiliar os profissionais a fazerem a melhor escolha ao realizar o processo cirúrgico, evitando ao máximo a exposição desnecessária do paciente e da equipe médica à radiação.

’Cada nova edição deste livro apresenta a oportunidade de descrever progressos recentes na área de imagem diagnóstica. Nesta sétima edição os capítulos foram revisados à luz dos novos conhecimentos, tecnologias e técnicas. Foram adicionados dois novos capítulos a respeito da aquisição e do processamento de imagem envolvidos na tecnologia de TC de feixe cônico. Este é o objetivo contínuo do livro: apresentar a ciência subjacente ao diagnóstico de imagem, incluindo os princípios fundamentais da produção e interpretação de imagens para o estudante de odontologia.’’ diz Stuart White autor do livro.

Share
Tweet
Share
Share