Vida na Elsevier:
Najamuddin Khan

localDayton, Ohio, EUA

"O que me anima é que cada dia representa um novo desafio, um novo problema para resolver, uma medida para implementar ou novos dados para usar."

Najam Khan

Conte-nos sobre seu trabalho na empresa. O que você faz?

Sou engenheiro de software e trabalho com SciVal. A solução SciVal é um dos produtos que a Elsevier oferece para o gerenciamento de pesquisas e eu trabalho principalmente com a tecnologia HPCC, que significa High-Performance Computing Cluster (clusters de computação de alto desempenho). É uma ferramenta de big data que permite gerar um grande número de dados, como produção acadêmica e índices H em nível das instituições, para todos os países do mundo, com o uso da Scopus, que é outra solução da Elsevier, e também do maior banco de dados do mundo de resumos de artigos científicos. Lançamos os dados no banco de dados, produzindo 30 ou 40 conjuntos de dados para pesquisadores, instituições, países e para o mundo.

Qual é a sua experiência preferida de trabalho na Elsevier até hoje?

Foi a primeira vez que visitei Amsterdã para o lançamento de um projeto no escritório central. Tive a oportunidade de encontrar pessoas de todas as partes do mundo e de departamentos diferentes com quem trabalhei por anos, mas pude encontrá-las pessoalmente pela primeira vez, e também ver o local onde tudo acontece. Estávamos desenvolvendo produtos e o pessoal de vendas, marketing e da área de publicação das revistas científicas se reuniu em um único prédio e foi uma festa. Essa foi uma das minhas experiências preferidas.

De qual conquista pessoal na Elsevier você tem mais orgulho?

Quando a Elsevier começou a trabalhar em um produto chamado Strata há vários anos, que era o primeiro desse tipo na Elsevier e tinha o objetivo de fornecer análises para dados de pesquisas, fui escolhido como engenheiro líder, para gerenciar um grande número de engenheiros de vários diferentes escritórios do mundo: Amsterdã, Itália e vários escritórios da Índia. Lançar com sucesso um produto desenvolvido com o uso de uma nova tecnologia foi uma experiência de aprendizado muito boa. Estávamos usando a computação de alto desempenho para criar este produto exclusivo que ajudaria reitores e bibliotecários de várias organizações a tomar decisões baseadas em informações no mundo da ciência e da tecnologia.

Como trabalhar na Elsevier ajudou você a atingir um equilíbrio positivo entre trabalho e vida pessoal?

Eu diria que a Elsevier realmente incentiva um equilíbrio muito saudável entre trabalho e vida pessoal. Meus gerentes sempre incentivam esse equilíbrio. Tenho filhos pequenos, e a política da empresa é muito flexível e permite que eu faça pequenos intervalos, vá até a escola deles, participe de alguns eventos e volte para o trabalho. E recentemente, comecei a correr para me manter saudável, e faço isso na hora do almoço. Volto depois de uma boa corrida, tomo uma ducha nas dependências do escritório e retomo o trabalho me sentindo revigorado novamente. Então, um equilíbrio muito flexível entre trabalho e vida pessoal é mantido aqui. Essa é uma das razões pela qual trabalho aqui.

O que anima você sobre a Elsevier e o que o faz sair da cama de manhã?

O que me anima é que cada dia representa um novo desafio, um novo problema para resolver, uma nova medida para implementar com o uso de um novo algoritmo que pesquisamos e que podemos oferecer aos clientes, ou a oportunidade de analisar um novo tipo de feed de dados e avaliar se poderemos usá-lo e como poderemos integrá-lo aos nossos produtos. Nunca há um momento de tédio. É muito bom estar perto das pessoas com quem trabalho e eu constantemente aprendo com elas. A empresa é muito boa e está avançando para a adoção de novas tecnologias. A empresa foi uma editora gigante, e o foco era totalmente voltado para as revistas científicas e pesquisa, mas agora eu vejo muito mais dinheiro sendo investido no desenvolvimento e na adoção de novas tecnologias, na mudança para a nuvem e no uso de tecnologias cada vez mais novas, como HPCC ou Spark.

Como trabalhar na Elsevier ajuda a fazer a diferença no mundo?

Eu tenho muito orgulho. Eu gosto muito de trabalhar em uma empresa dedicada a dar suporte a profissionais da área de pesquisa e com os responsáveis por tomar decisões fornecendo a eles os mais recentes dados científicos para ajudá-los a tomar decisões com base em informações e a fazer descobertas inovadoras, porque eventualmente, todo esse trabalho levará melhorias para a sociedade. Essa é melhor parte do trabalho.

Mais pessoas

Foto de Fernanda Gusmão

Fernanda Gusmão

localRio de Janeiro, Brasil

Foto de Caroline Jones

Caroline Jones

localOxford, Inglaterra

Foto de Najamuddin Khan

Najamuddin Khan

localDayton, Ohio, EUA